Leti Ribeiro
De Dentro Do Meu Ser
CapaCapa
TextosTextos
ÁudiosÁudios
E-booksE-books
FotosFotos
PerfilPerfil
Livros à VendaLivros à Venda
PrêmiosPrêmios
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


              Inspirado no soneto A Grande Chaga do  Poeta Carioca





CÉU CINZENTO

A chaga dói, sangra os pés ao subir degraus,
O peso da culpa e dor castiga seus ombros.
A visão entorpece, e na mente o assombro,
Saga destrutiva, um ímpeto de mor grau!
 
Um sorrir, um sarcasmo em ato de desespero,
Seu coração algemado em desamores, colossal.
Nada senti, além das chagas ardente em sal,
Expressão de teus versos do íntimo áspero.
 
A morte é cruz da vida, que destrói castelos,
A esperança finda, a lápide é fria, alucinação.
Foges da neblina escura, sofre em cutelos.
 
Ilhado seu coração, na bandeira da desilusão,    
No céu cinzento encontra abrigo malsão.
Morto vivo, num túmulo busca refúgio em vão! 

D.D.D.M.S: Leti Ribeiro
















ilhado1.jpg
 
* Esta obra é uma criação em tom hediondo, com a visão arrebatadora do nosso ilustre poeta Carioca (Ricardo Camacho), sendo a meu ver,  mestre do estilo aqui no Recanto das Letras.  O agradeço pela orientação e incentivo para conclusão deste soneto. Beijos poéticos de Leti 

A honra é minha, poetisa! Aprendo com todos vocês, por tanto estimularem o melhor da poesia, que é a amizade e a dedicação na arte pela arte; eis a prova no convívio em plenitude do aperfeiçoamento constante neste labor, em nome do belo bem como na expressão da passagem humana aqui na Terra. Ademais, acresço que o soneto atingiu com maestria o tema lúgubre. Acompanhou juntinho o "A GRANDE CHAGA". Show! Valeu demais, Leti!
 
Poeta Carioca
                                                Poeta Carioca
Leti Ribeiro
Enviado por Leti Ribeiro em 11/06/2017
Alterado em 11/06/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários